ORIENTAÇÃO NO ATV

ORIENTAÇÃO EM TORRES VEDRAS COM O ATV

 

O ATV - Académico de Torres Vedras – organizou no passado dia 07 de Setembro, três atividades de Orientação de diferentes disciplinas, com partida e chegada no Parque Verde da Várzea e todas elas abertas a todos os interessados, com ou sem experiencia na modalidade.

 

Às 15h00 teve inicio a prova principal de Orientação de Precisão, integrada no Ranking Nacional da Federação Portuguesa de Orientação e que contou com a participação dos melhores atletas nacionais desta disciplina.

 

A Orientação de Precisão é uma disciplina da Orientação, particularmente vocacionada para pessoas com mobilidade limitada, podendo todos competir em igualdade de circunstâncias. Os participantes podem usar meios auxiliares de locomoção, mesmo cadeiras de rodas elétricas ou serem ajudados na deslocação por outras pessoas. Nesta disciplina da Orientação apenas é avaliado o desempenho técnico dos participantes e não a sua capacidade física.

 

Os competidores deslocam-se ao longo de um percurso marcado num mapa e são confrontados com pontos de controlo com várias balizas no terreno. Dispõem de um mapa muito pormenorizado e de descrições dos controles (sinalética). Com essas informações, têm de decidir qual das balizas corresponde ao elemento do mapa indicado pelo centro do círculo. São apenas permitidas deslocações ao longo do caminho, mas não é autorizada a aproximação às balizas de controlo no terreno.

As balizas são designadas pelas letras A a E, tal como se observam da esquerda para a direita a partir de um ponto de decisão marcado no terreno e o resultado é registado marcando o respetivo quadrado no cartão especial de controlo. Alguns pontos de controlo têm tempo cronometrado para a tomada de decisão, sendo registado o tempo que cada participante demora a tomas a sua decisão. Este tempo é registado e usado para desempate entre aqueles que tenham o mesmo número de respostas corretas.

 

Existiram duas classes distintas em competição: Paralímpica e Aberta, fazendo ambas exatamente o mesmo percurso, sendo que a primeira é restrita as pessoas portadoras de deficiência motora. Os grandes vencedores na classe Paralímpica foram: 1º - Ricardo Pinto (DAHP), 2º- Júlio Guerra (DAHP) e 3º - António Amorim (DAHP). Na classe Aberta a classificação ficou assim definida: 1º - Nuno Pires (Ori-Estarreja) 2º – António Aires  (Individual) e 3º – Marco Póvoa (ADFA).

 

Os percursos que o ATV preparou para este importante evento, foram bastante elogiados pelos participantes, pois apresentaram problemas técnicos de grande complexidade, que
permitiram pôr à prova as capacidades técnicas dos atletas presentes. O Parque Verde da Várzea, apesar de ser relativamente plano, reúne excelentes condições para a prática da Orientação de precisão, por ter muitos elementos de referência, que acabam por tornar a leitura correta do mapa ainda mais desafiante.

 

Qual cereja no topo do bolo, os prémios atribuídos aos vencedores foram concebidos especificamente para este evento pelo consagrado artista torriense Rogério Abreu e foram referidos pelos participantes como os melhores troféus entregues no ranking.

 

Após a conclusão da prova de Precisão, foi ainda possível realizar dois percursos de Orientação, sendo um deles realizado a pé (Orientação Pedestre) e o outro com uso obrigatório das Agostinhas (Ori-Agostinhas), que contaram com duas dezenas de participantes que aproveitaram para conhecer a nossa cidade duma forma diferente.

 



Outras notícias
Outras notícias

ATV e CPOC dominam Campeonato Ibérico O

6/16/16, 12:00 AM

O ATV em grande na Orientação! Parabéns a todos os atletas ATV! Em especial ao Cláudio Tereso, campeão ibérico na classe aberta do Campeonato...

Saber mais

OPEN ATV – ORIENTAÇÃO DE PRECISÃO

10/2/16, 12:00 AM

  No passado domingo, 2 de outubro, o ATV - Académico de Torres Vedras organizou mais um evento de Orientação, que foi também Campeonato Nacional de Estafetas, na...

Saber mais

AINDA NÃO ÉS SÓCIO ATV ?